Correria, pedestres e motoristas exaltados, trânsito, buzinas...e aí ciclistas o que fazer?

Em tempos de pressa e da correria do dia a dia, buzinas, adesivo e coletes refletivos, capacete e espelho retrovisor precisam ser mais do que adereços para quem usa a bike.

De acordo com os resultados obtidos em uma pesquisa feita pela ABRACILO (associação brasileira dos fabricantes de motocicleta, ciclomotores, motonetas bicicletas e similares) somente 1% dos ciclistas utilizam equipamento de segurança.

Esses equipamentos de segurança poderiam mudar o desfecho de muitos acidentes se usados de maneira correta. Pelo Código Brasileiro de Trânsito somente a buzina, o espelho retrovisor e o colete refletivo são considerados equipamentos obrigatórios porém os equipamentos opcionais também são indispensáveis, como as luvas, faróis, capacetes e óculos de sol, tanto por protegerem os olhos dos raios UV, como para garantir a proteção dos olhos contra galhos de árvores e pequenas pedras.

Conheça um pouco mais sobre os itens de segurança indispensáveis para o pedal:

 

Luvas:

As luvas são indicadas por 2 motivos:

Algumas pessoas têm sensibilidade na palma das mãos e o atrito com o apoio na manopla pode causar irritações. Caso haja algum acidente e você caia da bike suas mãos estarão protegidas, além de que no inverno as luvas podem ser grandes aliadas contra o frio.

Óculos de sol:

Como anteriormente citado os óculos de sol são indispensáveis para essa atividade, imagine que você está pedalando e partículas de poeira entram em contato com os seus olhos, temporariamente você fica sem visão, o que pode ocasionar um belo tombo ou até mesmo um acidente. Além disso os óculos de sol (de boa qualidade) possuem filtro UV que bloqueiam o contato dos raios ultravioletas com os seus olhos, garantindo mais saúde ocular e evitando futuras doenças causadas pelo contato desses raios com os olhos como a catarata, e a degeneração macular senil.

O ciclismo noturno acaba se tornando uma alternativa para quem mora em grandes centros urbanos e não consegue praticar durante o dia, ou prefere a tranquilidade da noite, e nesse cenário é importante levar em conta que durante a noite a percepção  do asfalto não é a mesma, o foco visual é limitado e é exigido do ciclista mais atenção. Para os pedais noturnos recomendamos à você O Jawbreaker Fotocromático, sua lente escurece em contato com os raios UV, ou seja, durante à noite ela permanecerá transparente protegendo seus olhos de pedras, poeira, folhas e galhos. Já se você for praticar o ciclismo durante o dia ela irá escurecer gradativamente conforme a intensidade dos raios UV, filtrando 100% desses raios e proporcionando mais relaxamento ocular, para tornar o seu pedal ainda mais intenso e produtivo.

Iluminação:

As luzes na bicicleta por muitas vezes esquecidas, tem papel fundamental na visualização dos ciclistas pelos motoristas, para que haja tempo do motorista desviar do ciclista e dirigir com segurança é necessário que ele o veja. A luz mais indicada são as piscantes porque atraem mais atenção.

Capacete:

Mesmo não sendo um adereço obrigatório, é o capacete que tem a responsabilidade de proteger sua cabeça em casos de quedas e acidentes.

Coletes refletivos:

O ciclismo noturno exige mais cautela tanto dos ciclistas quanto dos pedestres e motoristas. O colete refletivo é um acessório que facilita a identificação de ciclistas durante a noite.

Espelho retrovisor

O espelho retrovisor é obrigatório nas bicicletas considerado um “olho nas costas” ele ajuda o ciclista a identificar quando um veículo se aproxima evitando situações de risco.

 

Dicas View:

Se certifique que sua bike está apta para circular, com os freios perfeitos e nunca esqueça dos acessórios obrigatórios e opcionais de segurança;

Respeite as normas do trânsito, afinal a bicicleta também é um veículo;

Nunca bloqueie a calçada, sempre que tiver a oportunidade utilize ciclovias;

Não esqueça de sinalizar com a mão sempre antes de trocar de direção, sentido ou quando for parar;

Conheça com antecedência o trajeto que irá fazer;

O ciclismo não é permitido em vias expressas;

Em cruzamentos valem as normas para veículos motores, utilize-as ou desça da bike e vá caminhando.

Com os equipamentos corretos e seguindo as regras de trânsito, o seu risco de sofrer um acidente, irá cair. Mas além dos ciclistas contribuírem é de extrema importância que os pedestres e motoristas estejam conscientes e os respeitem no trânsito. Uma bicicleta não acelera ou perde velocidade na mesma intensidade que uma moto, carro ou caminhão.

Evite acidentes, faça sua parte!