Saúde dos olhos: síndrome do olho seco

 

 

O que é a síndrome do olho seco? saiba como tratar esse problema!

 

A lágrima é produzida por glândulas lacrimais, e é constituída de gordura, água, proteína e sais minerais. O filme lacrimal é incumbido de proteger os olhos de micro-organismos, limpá-los e lubrificá-los. Se houver insuficiência lacrimal tanto na capacidade ou quantidade pode-se acarretar a Síndrome do Olho seco.

 

Essa anomalia tem como principais características o ressecamento na parte externa do olho, córnea e conjuntiva, ardor, vermelhidão e sensibilidade visual à luz.

 

Outros fatores que podem ter como consequência essa síndrome são o uso de medicamentos como betabloqueadores, antialérgicos, antidepressivos,  doenças como artrite reumatoide, lupus, e o contato com ambientes secos,  com ar condicionado, vento e poluição causando a evaporação lacrimal excessiva.

 

Para controlar os sintomas e causas desta síndrome geralmente são utilizados colírios e pomadas a fim de lubrificar os olhos. É muito importante que as pessoas que possuam esse problema se monitorem diante de televisões, computadores e celulares lembrando de piscar os olhos sempre. Espalhando o filme lacrimal por todo o olho.

 

As consultas ao oftalmologista devem ser constantes. Vale reforçar que o tratamento pode variar dependendo do estado da síndrome e da sensibilidade de cada pessoa e deve ser recomendado por um diagnóstico médico.